A Secretaria Municipal de Agricultura, Turismo e Meio Ambiente está com as inscrições abertas para a vacinação contra a Brucelose de Bovinos, que ocorrerá de 07 a 26 de março conforme cronograma de vacinação em cada localidade. O agendamento deverá ser feito com antecedência na Secretaria, no máximo um dia antes dos vacinadores irem até a determinada localidade de acordo com o cronograma.

Segundo o Veterinário da Secretaria, os produtores precisam, ficar atentos, pois após a passagem dos vacinadores pela localidade não haverá retorno para vacinação em data posterior. Ele ainda salienta que os animais deverão estar contidos (amarrados ou mangueira) e em local de fácil acesso aos vacinadores, sempre acompanhado de um responsável no momento da vacinação.

O descumprimento de qualquer umas das regras exclui o produtor do programa, tendo em vista que são muitos produtores e localidades para atender.

O cronograma de Vacinação está disponível neste link: Vacinação Brucelose 2019

Mas afinal o que é a Brucelose?

A Brucelose Bovina é uma doença infectocontagiosa provocada por bactérias do gênero Brucella. Este grupo é composto por seis espécies, sendo os bovinos acometidos pela Brucella abortus. Trata-se de uma zoonose por produzir infecção nos animais e no homem.
Na pecuária leiteira é causadora de abortos, repetições de cio, nascimentos prematuros e queda na produção de leite. Ela gera prejuízos econômicos significativos na pecuária leiteira, relacionados à diminuição da eficiência do rebanho (por piora dos índices reprodutivos e produtivos) e perda da credibilidade da unidade de produção. Pesquisas mostram que a brucelose pode ser responsável pela queda de 25% na produção de leite e pela redução de até 15% na produção de terneiros.
Objetivo:
I – desenvolver a prevenção contra a brucelose em fêmeas das espécies bovina e bubalina, da bacia leiteira;
II – identificar e classificar produtores das espécies que serão vacinadas;
III – efetuar a vacinação das fêmeas com idade de 03 (três) a 08 (oito) meses;
IV – incentivar a efetivação de medidas sanitárias com relação ao rebanho do município.

Mais informações diretamente na Secretaria de Agricultura ou pelo telefone 3271-2021

\