RESPEITO É A BASE DE TUDO, EU RESPEITO PARA SER RESPEITADA.

Em alusão ao dia 29 de janeiro (Dia da Visibilidade Trans), entrevistamos a castilhense Caroline Silva, formada em biologia, técnica em secretariado, estudante de Administração e Conselheira Tutelar Suplente de Júlio de Castilhos (onde conquistou 165 votos).

Me considero uma batalhadora, porque não foi fácil chegar até aqui”, afirma.

Caroline lembra do quão complicada foi a infância, onde precisava fazer coisas de menino, mesmo que contrariada. Segundo ela, a identidade de gênero é diferente da orientação sexual, ‘’a identidade de uma pessoa, algumas vezes é oposta ao seu sexo biológico. Percebemos que estamos no corpo errado, e se leva muito tempo para reparar isso, pois não se trata de escolha e sim de pertencimento’’, conclui.

Caroline Silva fez o processo de redesignação sexual no Hospital das Clínicas em Porto Alegre no ano de 2015, mas desde 2011 já havia conseguido na justiça a retificação de seu nome nos documentos. Segundo ela o pior preconceito foi quando cursou o normal (ensino médio), onde mesmo possuindo a fisionomia e as roupas femininas, um professor insistia em lhe chamar pelo masculino e dizia que ela não devia usar aquelas roupas. Caroline conta que ‘‘hoje o mais difícil é na hora de procurar emprego, quando você entrega um currículo, algumas pessoas te olham diferenciado e não te recebem bem’’.

O apoio da mãe foi fundamental em todo o seu processo de transição e ainda é até os dias atuais. ‘‘Minha mãe é uma leoa, quando alguém se atreve a mexer comigo, quando vou rebater, ela já saiu na minha frente. Esse apoio é o mais importante que podemos ter‘’, declara.

Caroline cultua a religião de matriz africana e afirma que a religião lhe ajudou muito com a autoaceitação e com a afirmação de sua identidade. Para ela, a sociedade tenta a todo instante colocar rótulos nas pessoas, tentando enquadrá-las em perfis estáticos, impedindo a sua liberdade e a sua felicidade.

Na conclusão da entrevista, Caroline da Silva deixou a seguinte mensagem:

O respeito é a base de tudo. Eu respeito para ser respeitada. Independente de orientação sexual, identidade de gênero, classe social ou cor da pele é preciso que nos respeitemos como seres humanos e não usemos Deus para justificar nossos preconceitos’’.

 

Read More

PREFEITURA REAJUSTA EM 12,84% O PISO SALARIAL DOS PROFESSORES CASTILHENSES

O Município de Júlio de Castilhos tem buscado cumprir com a lei 11.738/2008 (Lei do Piso), que garante o vencimento mínimo aos profissionais da educação básica, com formação em magistério, nível médio, para jornada de até 40 horas semanais.

O projeto de lei 02/2020, que altera o dispositivo da Lei 2742/2010 (Plano de Carreira do Magistério Público Municipal), foi aprovado por unanimidade durante sessão extraordinária da Câmara de Vereadores, na última terça-feira (21).

O piso salarial dos profissionais da rede pública da educação básica em início de carreira foi reajustado em 12,84% para 2020, passando de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,24. Além disso, o governo municipal concedeu aumento de 15% no vale alimentação de todos os servidores públicos, que passa a vigorar a partir do próximo mês.

Read More

URGENTE: PREFEITURA DECRETA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

O Prefeito João Vestena assinou o Decreto nº 6.829 que decreta situação de emergência em virtude da estiagem prolongada. Além de Júlio de Castilhos, outros 14 municípios também decretaram a situação de emergência.

Este Decreto tem validade local, e foi encaminhado nesta terça-feira(14) à Defesa Civil do Estado do Rio Grande do Sul para que a mesma venha até o município fazer a vistoria em relação aos dados apresentados e aprove ou não a situação de emergência. Após o deferimento por parte do estado, a análise segue para o governo federal. Segundo um dos responsáveis pela Defesa Civil de Júlio de Castilhos, Luis Roberto Dutra, ‘ existe toda uma documentação e registros inclusive fotográficos que são solicitados pelo Estado a fim de subsidiar o pedido feito através do decreto ‘, informa.

A EMATER, após reunião do Conselho Agropecuário, calcula as perdas estimadas em 28% (soja), 75% (milho) e 30% (leite). Em valores reais, os prejuízos ultrapassam os 100 milhões de reais.

O Prefeito João Vestena concedeu entrevista à RBS TV Santa Maria nesta quarta-feira, onde destacou que ‘a assinatura do decreto foi imprescindível a fim de que os produtores tenham instrumentos legais e subsídios para amenizar as perdas. Toda a economia da cidade perde com os prejuízos, desde o comércio de maquinários, insumos e também o próprio comércio em geral, que tem movimentação intensa devido às safras. Assinamos o decreto e estamos monitorando a situação junto às autoridades competentes‘ conclui.

Acesse AQUI o decreto.

 

ASCOM/PREFEITURA

 

Read More

MUNICÍPIO E SUSEPE FIRMAM TERMO DE COOPERAÇÃO PARA MÃO DE OBRA PRISIONAL

Começa a funcionar neste mês, um Projeto de Ressocialização de apenados, coordenado pela SUSEPE – Superintendência de Serviços Penitenciários, afim de viabilizar a mão-de-obra de apenados junto a Prefeituras e instituições governamentais. O objetivo principal é a reinserção de apenados, escolhidos por bom comportamento, que estejam no regime semi-aberto e que atendam às regras exigidas pelo Programa.

Em Júlio de Castilhos o projeto firmado prevê o trabalho de 4 apenados que foram apresentados oficialmente na manhã desta segunda-feira (13) junto à Secretaria Municipal de Obras, Serviços Públicos e Trânsito, onde atuarão conforme o regramento previsto pela Secretaria de Segurança Pública (SUSEPE).

O ato contou com a presença do diretor do Presídio de Agudo, Tiago Medeiros, representante da 2ª Delegacia Penitenciária Regional (DPR), do diretor do Presídio de Júlio de Castilhos, Gabriel Moresco, do Presidente da Câmara de Vereadores, Vinícius Razia e do Prefeito João Vestena; assim como demais lideranças e representantes do COMUSP e entidades ligadas à segurança pública.

Segundo o diretor do Presídio de Júlio de Castilhos, Gabriel Moresco, ” o sucesso do projeto depende basicamente dos apenados que precisam cumprir com os requisitos, ter disciplina e bom comportamento”, afirma. Para o Prefeito Vestena, “a sociedade é quem ganha quando um indivíduo deixa a criminalidade, é ressocializado e volta a conviver de forma harmoniosa na sociedade. Aproveitem esta segunda chance que as instituições do poder público, estão oferecendo a vocês”, conclui.

 

Read More

AGRICULTURA CASTILHENSE CONTABILIZA PERDAS COM A FALTA DE CHUVA

A falta de chuvas começa a revelar prejuízos no setor do agronegócio estadual e local. São muitos os efeitos da escassez de chuvas, em especial sobre a produção de soja, milho e leite.

Uma reunião do Conselho Agropecuário, realizado na Secretaria Municipal da Agricultura no último dia 08, mapeou as perdas decorrentes em virtude da estiagem prolongada, estimadas em áreas totais e valores aproximados conforme segue:

SOJA

Área Total: 100.000 hectares  – Perdas estimadas: 35%  – Valor da Perda: R$ 136.500.000,00

MILHO

Área Total: 1.500 hectares  –  Perdas estimadas: 75%  – Valor da Perda: R$ 6.781.250,00

LEITE

Número de Produtores: 250  –  Perdas estimadas: 30% (dez/19 a jan/20) – Valor da Perda: R$ 1.620.000,00

Conforme números do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), de 2018, apresentados pelo projeto SOJA BRASIL na última semana, foram elencados os 20 municípios maiores produtores de soja na região Sul do Brasil. Júlio de Castilhos ficou na 3ª classificação (332 mil toneladas), atrás de Tibagi/PR (396 mil toneladas) e Tupanciretã/RS (478 mil toneladas). Estas posições significativas no ranking podem ser comprometidas no próximo período, se a estiagem prosseguir.

O Prefeito João Vestena encontra-se em Porto Alegre nesta quinta-feira (09) em reunião convocada pela FAMURS, com a presença de diversos prefeitos, tendo como pauta a situação de emergência em que se encontram diversos municípios gaúchos, em decorrência da seca. A reunião terá a participação da Secretaria Estadual da Agricultura, Defesa Civil do Estado e Federações ligadas ao agronegócio.

 

 

Read More

COMEÇAM NESSA SEMANA AS INSCRIÇÕES PARA A ESCOLHA DA RAINHA DO CARNAVAL 2020

Júlio de Castilhos terá o Carnaval 2020, e será chamado de CARNAFOLIA 2020, com duas noites de festividades: 24 e 25 de Fevereiro.

O local será a Rua Barão do Rio Branco, tradicional local de desfiles, porém que ganhará uma estrutura mais adequada e será chamada de ARENA DA FOLIA. Além do desfile das Escolas de Samba de Júlio de Castilhos, haverá a retomada do Carnaval de Rua com trio elétrico e shows. Serão apenas 2 noites, mas em que se buscará fortalecer e resgatar a folia momesca na cidade. Segundo os organizadores “realizar um Carnaval de Rua, é fomentar a cultura popular e oportunizar o acesso ao carnaval de forma igualitária”.

Uma das atividades de pré-carnaval é a ESCOLHA DA RAINHA DO CARNAVAL 2020, que ocorrerá no Ginásio Mário Vilamil no dia 19 de Janeiro, domingo, a partir das 18h. As inscrições podem ser feitas diretamente na Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal nas categorias infantil (8 a 12 anos), Adulta (15 a 25 anos), Maior e Melhor Idade (a partir de 50 anos) e Diversidade (a partir de 16 anos). As inscrições vão de 9 à 16 de Janeiro.

O evento terá cobrança de ingresso popular (R$10), com lucro revertido para as 2 Escolas de Samba de Júlio de Castilhos (Vila União e José do Patrocínio), afim de que estas entidades tenham um aporte financeiro para seu desfile de rua.

Informações: 32719600- ramal 220

Read More