Lixo é todo e qualquer resíduo que provém de atividades humanas ou é gerado pela natureza em aglomerações urbanas. Muitos dos resíduos destinados ao lixo podem vir a ser reutilizados pela reciclagem, onde ocorre a separação do lixo orgânico e inorgânico, contribuindo assim para a reedução da poluição ao meio ambiente.

A cada dia nos deparamos com a poluição nas vias urbanas, lixos no chão, e resíduos despachados de forma incorreta. Da metade do lixo que é coletado no país, apenas uma pequena parcela é direcionada a locais adequados como aterros sanitários, incineradores, usinas de reciclagem e compostagem.

Fica clara a necessidade da cultura da reeducação ambiental. Cabe ao cidadão reconhecer a responsabilidade com seu meio ambiente e sua saúde, saber que o lixo que ele gera deve ser descartado de forma segura. Calçadas e ruas fazem parte do patrimônio público, ou seja, o patrimônio dos moradores locais.

Neste sentido foi registrado na manhã desta segunda-feira,07, assim como seguidamente nos deparamos nas ruas da cidade, uma enorme quantidade de lixo na beira da rua, lixos estes que não compete a Prefeitura recolher, pois não há um local próprio para descarte em nosso município.

Mas então o que compete a Prefeitura?

De acordo com cada localidade há um itinerário do caminhão do lixo da ENGESA uma empresa terceirizada que realiza o recolhimento de resíduos sólidos (lixo doméstico);

A equipe de Limpeza Urbana da Secretaria Municipal de Obras realiza apenas o recolhimento de entulhos (resto de construção) e galhos (podas de árvores) mediante taxa de pagamento, mas muitas vezes o cidadão não procura a Prefeitura para pagamento da taxa, é dever do cidadão comunicar a Prefeitura e pagar a taxa de recolhimento.

O que fazer com estes lixos então?

-Muitos desses lixos podem ser reaproveitados pela reciclagem e em nosso município há muitas pessoas que fazem este trabalho de reaproveitamento, inclusive tiram o seu sustento através da reciclagem.

-Cada morador deve fazer a separação do seu lixo para descarte correto, e os lixos que não recolhidos pelo caminhão do lixo e nem pela equipe da Secretaria de Obras , devem ser descartados de outra maneira, principalmente entregue a reciclagem.

Estes descartes inadequados além de deixar feia a cidade, poluir o meio ambiente, muitas vezes acaba prejudicando o próprio morador, pois a chuva pode levar estes lixos e entupir boeiros que acaba ocasionando alagamentos. Nestes últimos anos, alguns casos de alagamentos registrados em Júlio de Castilhos se deve ao entupimento de boeiros, a equipe da Secretaria ao chegar no local para solucionar o problema acaba se deparando com restos de madeiras, restos de sofá, aparelhos eletrônicos e demais lixos que causam o entupimento.

Portanto se cada cidadão fazer a sua parte, descartar o lixo de forma correta e a Prefeitura também realizar o seu trabalho que lhe compete, teremos uma cidade mais limpa e o meio ambiente também agradece.

O lixo que você joga no chão não fala, mas fala muito sobre você.